Sessão Ordinária 20/02/2018.

Esteve Presente nesta Casa de Leis no dia 20 de fevereiro do corrente ano, a Senhora Daiane Cristina de Lima, para fazer uso da palavra na Tribuna Livre desta Casa, esta por sua vez,  abordou sobre acessibilidade inicialmente fazendo um breve histórico de sua limitação e em seguida falou da Legislação Brasileira que destina de 2 a 5% de vagas para pessoas com necessidades especiais.  Fez um relato da nossa Cidade dos pontos onde se tem vagas para pessoas com necessidades especiais e do quão é difícil de ser cumprido, devido à “falta de educação” da população que não segue as regras. Disse que fez um trajeto da Afubra ao Centro de Rio Negro e fotografou as dificuldades encontradas. Questionou sobre de quem cobrar essas melhorias, do que se fazer para que se cumpra a Legislação. Falou ainda do despreparo dos atendentes do Comércio em atender uma pessoa com qualquer tipo de necessidade. Disse não estar exigindo algo específico a deficientes e sim o básico, o direito de locomoção. Sugeriu que o Município forneça uma Carteirinha para deficiente, melhorando assim o tratamento para com eles.